quinta-feira, 31 de março de 2011

O Poder que não pode, cria problema para si mesmo

Ter o poder significa ter a capacidade de fazer valer a sua vontade, o seu discernimento, a sua decisão

Vencer a eleição, conquistar o cargo, significa adquirir o poder, e, com ele, o acesso àquela "massa de energia" sujeita ao comando de quem dirige o governo, e cuja vontade, transformada em regras, leis e normas, é protegida e sustentada por todo um aparato de aplicação de sanções.
Ganhar a eleição, conquistar o poder, é dominar o mais eficiente "atalho" para que sua vontade seja aceita
Ganhar a eleição, conquistar o poder, é dominar o mais eficiente "atalho" para que sua vontade seja aceita, respeitada e acatada pelos indivíduos a quem ela se aplica. É o poder do homem sobre o homem, somado ao poder sobre os recursos materiais, que a sociedade disponibiliza ao seu governo.
Numa democracia, somente se chega a esta condição mediante a vitória eleitoral. Ora, esta vitória é o resultado final de uma disputa entre candidatos ao mesmo cargo. Por sua vez, esta disputa não é uma competição olímpica. Ela é "uma guerra com data marcada para terminar", na qual os adversários usam os recursos mais eficientes ao seu alcance para destruir seus competidores junto ao eleitorado. Tanto é assim que, passada a eleição, o candidato eleito deve presidir a uma metamorfose de sua imagem, para transformar-se de candidato de um partido em governante de todos.
De qualquer maneira, começado o novo governo, os derrotados ocupam o espaço da oposição, e tentarão, ao longo de todo o mandato, criar dificuldades à ação de governo e provar para a sociedade a incompetência, desqualificação e/ou falta de honestidade dos titulares do governo. A oposição "joga" no erro do governo, nas suas medidas impopulares, nas suas contradições, em suma, em tudo que pode causar desgaste junto à população. Tudo isto para poder agora retornar ao tema desta coluna, com o argumento que empresta o título a esta coluna: "O poder não pode se dar ao luxo de criar problemas para si mesmo".
O lance tem que ser surpreendente para quem o recebe e não para quem o produz
A oposição já se encarrega com gosto desta função! Se, além dos problemas que ela cria, você consegue agregar aqueles cometidos por seu governo, no exercício do poder, então a sua competência para governar ficará sob sérias dúvidas. Ter o poder significa ter a capacidade de fazer valer a sua vontade, o seu discernimento, a sua decisão. Errar, nestas circunstâncias, em matérias importantes, é um sinal de grave deficiência no exercício do poder. É criar, por sua própria ação (vontade + discernimento), dificuldades para você mesmo. Criar problemas para si mesmo é um tipo especial de erro que somente quem tem o poder pode praticar. Atente bem para as suas características principais, para evitar este erro:
• A ação que cria os problemas é um produto de livre criação da autoridade. Ninguém o obrigou a praticá-la. É uma idéia, à qual ele atribui certas conseqüências favoráveis;
• Existe uma decisão clara da autoridade, que a implementa. Isto é, ela não acontece imperceptivelmente, e sim de forma aberta;
• A decisão refere-se a uma questão política importante, sobre cujos desdobramentos a autoridade não tem controle;
• Desta decisão (que implementou aquela "idéia") decorrem resultados negativos e prejudiciais, que, antes dela, não existiam.
Como se constata, este tipo especial de erro é específico do poder. É o poder usando suas prerrogativas para criar problemas para si mesmo. Como conseqüência, a autoridade vê-se enrolada com um problema que não tinha e que agora terá que administrar, e, o que é mais grave, que não existiria não fora aquela decisão que o originou.
Normalmente, as dúvidas, os alertas, são descartados sem maior reflexão, quando o poder usa suas prerrogativas para criar problemas para si mesmo
Este tipo de erro tende a ocorrer com maior freqüência quando a autoridade deseja produzir um "lance" ousado, surpreendente e inesperado. Nestes casos, a autoridade se entusiasma tanto com a antecipação dos efeitos positivos do lance que só consegue visualizá-lo funcionando na forma desejada. As advertências, as dúvidas, os alertas, são descartados sem maior reflexão. A atração pelo "lance" torna-se uma obsessão, sobretudo porque se faz acompanhar do temor de perder o "timing", do medo de que a passagem do tempo diminua o seu efeito, retire o seu poder de surpreender.
Este é o contexto psicológico, no interior do qual aquele erro ocorre. O alerta para o erro não deve, porém, implicar timidez na produção de "lances". O político competente terá que produzir os seus, e o sucesso deles é uma marca de excelência no desempenho.
Entretanto, o lance tem que ser surpreendente para quem o recebe e não para quem o produz. Este último está obrigado a analisá-lo objetiva e exaustivamente para assegurar-se que terá o controle sobre seus desdobramentos. Esta é uma matéria sobre a qual não se improvisa. Ela resulta de uma avaliação estratégica feita em sigilo, mas com todo o rigor, ponderando todas as possibilidades e antecipando seus desdobramentos.
Assim procedendo, você estará se vacinando contra o mais desmoralizante dos erros: aquele que você mesmo criou para si. Não é entretanto qualquer tipo de erro que possui todas estas conseqüências. Erros facilmente corrigíveis e de pequena relevância ocorrem a todo o momento numa administração. São parte do processo de "tentativa e erro", que é um processo legítimo de adquirir conhecimento. Não é sobre estes, como é óbvio, que incide a sentença de incompetência política.

Meteorologia prevê temporais para o MA em abril

Por: imirante
Os meteorologistas alertam: o mês de abril deve ser o mais chuvoso do ano no Maranhão. O risco de enchentes e desabamentos aumenta em todo o Estado. Veja, ao lado, na reportagem da TV Mirante.
Em relatório divulgado nesta quarta-feira (30), a Defesa Civil informou que o número total de desabrigados e desalojados continua 12.307. Sete cidades maranhenses já foram atingidas pelas cheias. Seis delas, continuam em situação de emergência: Bacabal, Pedreiras, Coroatá, Igarapé Grande, São Luís Gonzaga do Maranhão e Trizidela do Vale.
Bacabal é a cidade com o maior número de pessoas fora de casa: 2.300.
Outros dez municípios estão sendo monitorados pela Defesa Civil: Açailândia, Arari, Bela Vista do Maranhão, Cantanhede, Itapecuru-Mirim, Miranda do Norte, Pio XII, Pirapemas, Timon e Vitória do Mearim.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Chapadinha 73 anos de emancipação

Hoje ao amanhecer olhei a tudo que tem acontecido ao longo dos 73 anos de idade de Chapadinha, principalmente nos dias atuais a coisa está pior ainda, e o pior de tudo e que quando alguem não concorda que o que está acontecendo é ameacado. Eu não faço apologia a politica partidária, nem filiado a partido politico eu sou, e ai vai o que eu penso dessas administrações de Chapadinha, uma sátira da música "A Perfeição da Banda legião Urbana". 

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
A minha Cidade esua corja e sua
Covardes, gananciosos
E ladrões...

















Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nossa cidade que não é nação...

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...
Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras......

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença

Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...
Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal

Vamos cantar juntos
Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...

COMANDANTE DA 4ª CI RECEBE TITULO DE CIDADÃO CHAPADINHENSE

Em solenidade realizada na Câmara Municipal de Chapadinha, Foi agraciado com o titulo de Cidadão Chapadinhense o Major QOPM Edvaldo Mesquita dos Santos, Comandante da 4ª Companhia PM Independente de Chapadinha, através do Decreto nº 065/2011, datado de 29 de março de 2011, no mesmo dia também com agraciado com o mesmo titulo o Coronel Franklin Pacheco, Comandante Geral da Policia Militar.

Edvaldo Mesquita ingressou na Policia Militar do Maranhão, através do Curso de Formação de Soldado em 27.08.1996, em 03 de março de 1990 ingressou no Curso de Formação de Sargentos. Em 03 de março de 1991 foi aprovado no curso de Formação de Oficiais de onde sai Bacharel em Segurança Pública, na Academia de Policia Militar do Rio de Janeiro. No mês de março de 2003, realizou sua Pós-Graduação em Defesa Social e Cidadania, no Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará.

Major Edvaldo Mesquita iniciou no Comando da 4ª CI no dia 02 de junho do ano de 2006, onde implantou uma Nova filosofia de comando, tendo como uma de suas principais metas a valorização do Policial militar da Unidade, bem como uma aproximação da comunidade em geral com a Policia Militar, onde desenvolve várias ações: distribuições de cestas básicas a população carente, palestras educacionais na área de Prevenção ao Uso de drogas, Segurança Pública e Trânsito, em escolas da rede pública, municipal e privada, associações e entidades assistências, também é uma de suas ações a aplicação de Flúor em crianças de Chapadinha, através da Capitã Dentista Nazareth.

A implantação do Programa Educacional de resistências à Droga e a Violência – Proerd, é a marca registrada do Major Edvaldo Mesquita, com quase dez mil alunos formados na área da 4ª CI durante o seu Comando, e considera o Proerd uma das armas mais eficaz no combate ao uso de substancias psicoativas.

Segundo o Major Edvaldo Mesquita, a conquista deste titulo é graças a todos os componentes da 4ª Companhia PM Independente, que nunca mediram esforços para manter a ordem e a segurança em nossa região. Durante o seu Comando foram adquiridas para a Unidade mais de 20 novas viaturas, construção do prédio do quartel na cidade de São Bernardo, do Destacamento de Anapurus, Construção de garagem na sede, Aquisição de terreno e inicio da Construção do Pelotão de Urbano, aquisição de terrenos para o DPM de Belágua.

Com uma vasta experiência profissional o Major Edvaldo Mesquita já Comandou 7ª Companhia na cidade de Rosário, a 10ª Companhia na cidade de Pedreiras, 12ª Companhia na cidade de Zé Doca, e está a quase 05 anos no Comando da 4ª CI. Edvaldo Mesquita é um exemplo de comandante, com uma filosofia moderna e solidaria tem elevado a cada dia que passa o nome da 4ª Companhia PM independente.

Uma de suas principais diretrizes é da oportunidade a todos os Policiais militares de sua Unidade, com esse pensamento já trouxe para a 4ª CI, Curso de Formação de Soldado, Cursos de Formação de Cabos e Curso de Formação de Sargentos. Também e responsável pela formação da Guarda Municipal de Chapadinha, além de vários cursos de especializações para Policiais Militares.



terça-feira, 29 de março de 2011

Parabéns Chapadinha

Hoje comemoramos 73 anos de emancipação política de nossa tão amada Chapadinha, e é com muita emoção que venho aqui fazer a minha singela homenagem a nossa cidade e dizer que é muito bom morar por aqui, apesar de não ter nascido por aqui, me considero seu filho, e ser filho desta mãe. Mãe esta que recebe cada filho de uma forma especial, dando oportunidade a todos que aqui chega, e que tem seus filhos ilustres que fazem histórias e que nos faz pensar no quanto podemos fazer para que nossa cidade seja ainda melhor.


Muitos fizeram tanto por nossa terra e a divulgaram tão bem por esse mundo a fora, tantos se foram, mas não morrerão jamais, pois marcaram histórias e sempre serão lembrados, outros não estão nem aí para esta mãe, e como um filho pródigo, deixa-a de lado e não percebem o valor que ela tem e a importancia desta mãe para nossas vidas.

Falar de Chapadinha... dos seus filhos... de sua história... este espaço com certeza não caberá tantas honras e glórias, e também suas mazelas, pois nem só de coisas boas se vive, porém, devemos aprender com as coisas ruins para que não volte-mos a errar e maltratar nossa cidade que mesmo tão sofrida e não reconhecida por alguns, é o melhor lugar do mundo para se viver. E isso eu tenho certesa, e orgulho de Falar.

Terra de gente humilde, honesta e ordeira, terra de prosperidade e desenvolvimento, terra fertil em que se plantando tudo dá, cidade das boas amizades, cidade de gente hospitaleira, cidade de gente talentosa, de gente guerreira. 

"Minha homenagem especial vai para todas as mulheres guerreiras e dinâmicas que fazem muito por esta terra santa." Aos homens que muito fazem para o engrandecimento de seu povo.

Estou muito feliz e emocionado por poder está aqui registrando isso e de alguma forma deixando marcado minha opinião simples e humilde, mas que é com o coração aberto e alegre que faço isso. A essa terra que me acolheu como um filho seu, obrigado Chapadinha, obrigado por tudo o ue voce me deu.

PARABENS A MINHA CHAPADA DAS MULATAS!!!

Estudo do Sebrae aponta mais de 400 oportunidades de negócio para a Copa de 2014

Um estudo feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) aponta a existência de 448 atividades, em quatro setores da economia, que podem ser explorados por pequenas e microempresas até a Copa de 2014 - durante e depois do evento. Os números fazem parte de um levantamento divulgado hoje (29), no Rio de Janeiro, e feito para identificar oportunidades de negócio nas 12 cidades-sede da Copa.
O setor que aparece com mais atividades promissoras é o da construção civil (128 atividades), principalmente no período pré-evento. O setor denominado produção associada ao turismo aparece em segundo lugar no estudo e envolve 117 atividades associadas à economia criativa, gastronomia e a atividades artísticas, entre outras. Turismo e tecnologia da informação são os outros dois setores com grande número de oportunidades de negócios (98 e 105 atividades respectivamente).
O presidente do Sebrae, Luiz Barretto, explicou que o Mapa de Oportunidades, desenvolvido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), identifica as oportunidades de negócios e auxilia os pequenos empresários a respeito de requisitos obrigatórios e classificatórios para poderem aproveitar as oportunidades.
“Esse é um esforço do Sebrae para que os pequenos negócios tenham uma atividade mais organizada e com um potencial maior”, explicou Barretto.
Entre os documentos gerais e específicos necessários às empresas para atuação em suas áreas estão os ligados à sustentabilidade. “Afinal estamos falando de uma Copa Verde e as empresas vão ter que provar capacidade técnica para desenvolver atividades limpas e ambientalmente responsáveis”, afirmou.
Segundo o levantamento, 99% das empresas brasileiras são pequenas ou micro. Para divulgar o estudo a esse público, o Sebrae irá investir R$ 80 milhões para promover seminários, encontros empresariais e cursos de capacitação nas 12 cidades-sede da Copa de 2014 nos próximos três anos. O Rio será a primeira cidade a receber essas atividades, em maio.
A segunda etapa será a identificação das oportunidades de negócio mais promissoras nos estados cujas capitais sediarão a Copa, levando em consideração as aptidões locais. Até maio deverão estar concluídos os dados regionais dos quatro setores. O Sebrae pretende mapear, ainda neste primeiro semestre, mais cinco setores: agronegócio, madeira e móveis, têxtil e confecção, comércio varejista e serviços

Morre em São Paulo o ex-vice-presidente José Alencar

O ex-vice-presidente da República e empresário José Alencar morreu há pouco, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A morte do político, que faria 80 anos em outubro, foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital. Alencar foi internado às pressas ontem (28), no início da tarde, com um quadro de obstrução intestinal. Há mais de uma década, ele lutava contra um câncer no intestino.
Daqui a pouco mais informações.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Vem ai o IPTU 2011

Hoje eu tive conhecimento que nos proximos dias estaremos recebendo o carnê do IPTU 2011 vai esta chegando em nossas residencias, ou seja todos nós moradores de Chapadinha como em toda parte do Brasil teremos mais um imposto a pagar, isso por que a carga tributária em nosso pais já é pequena.
Então fiz uma pesquisa sobre o assunto, vejam só: O Imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana (IPTU) é um imposto brasileiro instituído pela Constituição Federal cuja incidência se dá sobre a propriedade urbana. Ou seja, o IPTU tem como fato gerador a propriedade, o domínio útil ou a posse de propriedade imóvel localizada em zona urbana ou extensão urbana. Em caso de áreas rurais, o imposto sobre a propriedade do imóvel é o ITR. Os contribuintes do imposto são as pessoas físicas ou jurídicas que mantém a posse do imóvel, por justo título.
A função do IPTU é tipicamente fiscal, embora também possua função social. Sua finalidade principal é a obtenção de recursos financeiros para os municípios, embora ele também possa ser utilizado como instrumento urbanístico de controle do preço da terra.
Atualmente ele é definido pelo artigo 156 da Constituição de 1988, que caracteriza-o como imposto municipal, ou seja, somente os municípios têm competência para aplicá-lo. A única exceção ocorre no Distrito Federal, unidade da federação que tem as mesmas atribuições dos Estados e dos municípios. No Brasil, o IPTU costuma ter papel de destaque entre as fontes arrecadatórias municipais, figurando muitas vezes como a principal origem das verbas em municípios médios, nos quais impostos como o ISS (Imposto Sobre Serviços, outro imposto municipal brasileiro de considerável importância) possuem menor base de contribuintes.
A base de cálculo do IPTU é o valor venal do imóvel sobre o qual o imposto incide. Este valor deve ser entendido como seu valor de venda em dinheiro à vista, ou como valor de liquidação forçada. É diferente de seu valor de mercado, onde o quantum é ditado pela negociação, aceitação de parte do preço em outros bens, entre outros artifícios, enquanto aquele, isto é, o valor venal, é ditado pela necessidade de venda do imóvel em dinheiro à vista e em curto espaço de tempo. Por isso, o valor venal de um imóvel pode chegar a menos de 50% de seu valor de mercado. A alíquota utilizada é estabelecida pelo legislador municipal, variando conforme o município.
Diante disso, mais um motivo para o atual governo municipal aplica-lo, está na lei, espero também que ele seja destinado para fins corretos, pelo que sei só está faltando as capas com a logomarca do governo municipal, pois os valores já estão impressos prontos para serem pagos, então caros leitores vamos comecar a fazer as contas pois está chegando mais uma.

Ficha Limpa: metade dos políticos com recurso no STF não conseguirá vagas

Repórter da Agência Brasil

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que liberou a candidatura de políticos barrados pela Lei da Ficha Limpa em 2010 deverá beneficiar, de imediato, vários dos 32 candidatos que estão com recurso tramitando na Corte. Entretanto, para quase metade deles, a decisão não significa a obtenção do cargo pleiteado, já que não obtiveram bom desempenho nas urnas e não seriam eleitos de qualquer forma. Nesses casos, o resultado não seria favorável mesmo com a recontagem de votos da coligação ou do partido e o novo cálculo do quociente eleitoral.
Entre os 15 políticos nesta situação, chama a atenção o caso de Francisco Vagner de Santana Amorim, o Deda, do PP do Acre. O ex-prefeito de Rodrigues Alves, município na fronteira com o Peru com cerca de 13 mil habitantes, foi enquadrado na lei por ter sido condenado pelo Tribunal de Contas do estado. Menos famoso que o seu xará Marcelo Déda, que se reelegeu para o governo de Sergipe, o Deda do Acre obteve apenas 17 votos para uma vaga na Assembleia Legislativa.
O candidato Francisco das Chagas Rodrigues Alves, do PTB do Ceará, ficou famoso por ser o primeiro barrado pela Lei da Ficha Limpa pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele teve o registro negado porque foi condenado por compra de votos em 2006. Foi a partir de seu caso que a corte eleitoral decidiu que a Ficha Limpa valeria para 2010. A propaganda negativa pode ter sido decisiva para o fraco desempenho do Dr. Chico Rodrigues nas urnas, pois ele obteve apenas 322 votos para deputado estadual.
Segundo o advogado Rodrigo Lago, especialista em direito eleitoral, são vários os motivos que levam esses candidatos a continuarem com recurso no STF, mesmo que o processo seja caro e demorado. “No caso dos candidatos a deputado, somente a reversão da decisão permitirá que os votos sejam contabilizados para o partido ou para a coligação, fazendo com que a legenda possa até conquistar uma nova vaga. Além disso, eles não foram eleitos, mas podem se tornar suplentes”, disse.
De acordo ainda com o advogado, a decisão de liberar a candidatura também pode beneficiar os candidatos ao Senado não eleitos, como Maria de Lourdes Abadia (PSDB-DF) e Paulo Rocha (PT-PA). “Os majoritários podem ter interesse porque se houver uma ação impugnando resultado das eleições e algum dos senadores sair no futuro, eles podem tomar posse”.

domingo, 27 de março de 2011

51 anos de Renato Russo

Renato Manfredini Jr. nasceu às 4h do dia 27 de março de 1960, na Clínica Santa Lúcia, no bairro do Humaitá, zona sul da cidade do Rio de Janeiro. Renato Russo, o cantor e compositor que nos arrebata a alma e nos leva, sempre, à reflexão fecunda, celebraria 51 anos de vida neste domingo.


Na verdade, creio que este verbo acima empregado no futuro do pretérito não tem razão de ser. Na verdade, Renato Russo celebra seus 51 anos de vida e nós com ele, pois ele vivo está nas mentes e corações dos seus familiares, amigos e milhões de fãs de norte a sul deste país e fora dele. Já escreveu o poeta que não morremos, ficamos encantados; como cristão não creio na morte, creio na vida, nesta e além desta, pois "aquele que crê em mim passou da morte para a vida", disse Jesus. Ele também disse que aquele que Nele crê, ainda que morra, viverá.

Sinto-me muito à vontade para aplicar a fé cristã na permanência da vida, mesmo quando não há mais corpo físico, tratando-se de Renato Russo, pois ele, inúmeras vezes, declarou-se cristão. Mesmo se ele não fosse um cristão, estenderia a ele a minha fé na permanência na vida porque poetas não morrem; na verdade, nenhum ser humano morre, enquanto vive na lembrança dos que amam. Celebremos, pois, a vida de Renato Russo e seu meio século de existência!

Lembro-me a primeira vez que ouvi a voz inconfundível do Renato e sua poesia. Foi em 1985, eu tinha quatorze anos de idade, estava morando na cidade de São Luis: "Será só imaginação? Será que nada vai acontecer? Será que é tudo isso em vão? Será que vamos conseguir vencer?" Um ano depois, em 1986, veio "Eduardo e Mônica", "Daniel na cova dos leões" (título recolhido de um conhecido texto bíblico do Antigo Testamento), "Que país é este?", "Química", em 1987.

Lembro-me de ter dito com veemência: uma vez na igreja haviam alguns diretores daquela instituição, e eu dizia que não vejo absolutamente nada de demônio nas músicas do Renato Russo, ao contrário, citei "Daniel na cova dos leões" para "provar" que Renato Russo também lia a Bíblia, pois onde mais ele conheceria tal história? Um ano depois, minha "tese" estaria provada com "Monte Castelo", música que ainda hoje é cantada nos quatro cantos deste país por "meninos e meninas" e que traz novo sabor ao capítulo 13 da Primeira Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios, texto do Novo Testamento.

O álbum "As Quatro Estações" (1989), que me fez conhecer e cantar "Monte Castelo", também me trouxe "Meninos e Meninas", Renato Russo, sem me conhecer, como a tantos outros como nós, me fez saber: eu não estava só, outros sentiam o que eu sentia, outros eram como eu e tinham a coragem, como ele, de dizer isso abertamente, sem medo de ser feliz, Renato me deu voz.

Desde que eu entendi as letras do Renato, passei a defendê-lo quando escutava alguém chamar o Legião Urbana de "demoníaco". Dizia: como pode ser demoníaca uma música que fala do amor? Tem mais "evangelho" do que a frase: "é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã?" Não, não tem.

Renato sempre falava de Deus e de Seu Filho Jesus Cristo em suas entrevistas. Numa delas, ele declarou: "o importante é olhar para Jesus". Numa outra, declarou: "Eu acredito em Deus" (1987), e ainda, "Deus é tudo, é vida, é amor" (1988). Contudo, nunca foi um religioso na acepção negativa da palavra, pois entendia segundo podemos concluir de suas declarações, que cristianismo não é uma religião, mas um caminho, tal qual Jesus mesmo declarou: "Eu sou o caminho". Sim, Renato entendeu e me fez entender que religião produzia e ainda produz o que a essência do Evangelho condena: divisão, separação, legalismo, desamor entre os seres humanos.

Feliz aniversário, Renato! Em mim, em milhares de fãs, nos seus amigos que ainda estão aqui, nos seus familiares, você ainda vive e é a sua vida, os seus 51 anos que celebramos, agradecendo a Deus, tudo o que você é para nós.

A você Renato Russo o meu muito obrigado e a minha singela homenagem, parabéns ao maior poeta da musica brasileira, a nós fãs a eterna saudade de uma pessoa que conseguia falar as coisas que eu pensava sem nunca ter me conhecido, a sua obra transformou a minha vida, obrigado.
" é preciso amar as pessoas, como se não houvesse um amanhã".



Real Brasil e a liga realizam Torneio de futebol em homenagem ao aniversário de Chapadinha

Como era de costume em anos anteriores, o dia do aniversário de Chapadinha sempre houve um vasta programação esportiva,mas esse ano não houve nenhuma manifestação por parte da Secretaria Municipal de Esporte de nossa cidade, e diante dessa situação a Liga Esportiva de Chapadinha juntamente com a Sociedade esportiva real Brasil irão organizar torneio de futebol Society, com times de veteranos e times sem limites de idade.
Os jogos serão realizados nos campos do Posto Alvorada e no Campo da Associação Cangaia, sendo que, as finais ocorrerão no Campo da Associação Cangaia.
Os jogos acontecerão durante todo o dia 29 de março, e o torneio será uma homenagem aos 73 anos de Chapadinha, haverá premiação aos campeõs e vice de cada modalidade. Gostaria de parabenizar aos organizadores deste evento pela iniciativa, um gesto nobre que mostra o amor a nossa querida chapada das mulatas, e principalmente ao esporte dessa cidade, parabéns. Agradecer as pessoas que estão patrocinando o evento, logo mais estaremos divulgando seus nomes.

sábado, 26 de março de 2011

Começou a temporada 2011 da F1

Após um bom tempo a F1 está de volta, eu como um amante desse esporte vi o treino classificatório do GP da Australia as 3:00 horas da manhã   O campeão do ano passado mostrou, no primeiro treino classificatório de 2011, que não perdeu o apetite por poles. Após largar por dez vezes na posição de honra em 2010, Sebastian Vettel começou a nova temporada em grande forma. Com um tempo espetacular, marcado na metade da superpole (Q3), o alemão da RBR assegurou a primeira posição do grid com uma folga de mais de sete décimos sobre Lewis Hamilton, da McLaren, o segundo.
O inglês, aliás, acabou com as chances de dobradinha da RBR, já que Mark Webber era o segundo até os momentos finais da sessão. Hamilton, entretanto, acertou uma bela volta e roubou o lugar do piloto australiano na primeira fila. O piloto local teve de se contentar com o terceiro posto, logo à frente de Jenson Button, companheiro de Lewis, o quarto colocado.
Como torcedor da  Ferrari, fiquei um pouco decepcionado, já que na pré temporada figurava como uma das favoritas, mas o que vi foi os pilotos lutando muito para que seu carro fique na pista. Com um modelo muito desequilibrado em Melbourrne, Fernando Alonso, bicampeão mundial, conseguiu apenas a quinta posição, mas ficou três postos à frente do companheiro Felipe Massa, o nono. O brasileiro cometeu um erro em sua última volta e rodou.
O brasileiro Rubens Barrichello admitiu o erro que provocou a rodada. O brasileiro da Williams ficou atolado na caixa de brita e não conseguiu retornar para o traçado, o que encerrou seu treino. Ele disse que colocou uma roda do carro na grama.
Além disso, o retorno da regra dos 107% já fez sua primeira vítima: é a Hispania, que não conseguiu tempo para alinhar com Vitantonio Liuzzi e Narain Karthikeyan. A não ser que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) abra uma exceção para a equipe espanhola.
O Q2 começou com um momento incomum: um erro de Barrichello, que o deixou atolado na caixa de brita da curva 3 no Albert Park. O brasileiro não conseguiu segurar o carro na freada e acabou apenas na 17ª posição, após não marcar tempo no Q2. Para completar, ele ainda foi superado pelo companheiro Pastor Maldonado. O venezuelano larga duas posições à frente, em 15º.
Já o heptacampeão Michael Schumacher até teve chances de se colocar na superpole na parte final do Q2. O alemão da Mercedes, entretanto, cometeu um erro em sua primeira volta com o jogo de pneus macios e acabou não conseguindo o desempenho necessário para entrar entre os dez. Em 11º, o heptacampeão foi o primeiro dos eliminados.
A largada do GP da Austrália está marcada para as 3h (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo da Rede Globo, confira o grid de largada:
1 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - 1m23s529
2 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - 1m24s307
3 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m24s395
4 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - 1m24s779
5 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - 1m24s974
6 - Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) - 1m25s247
7 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - 1m25s421
8 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1m25s599
9 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - 1m25s626
10 - Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) - 1m27s066


sexta-feira, 25 de março de 2011

Alunos da zona rural de Chapadinha ficam sem aulas por falta de combustivel para o onibus escolar

Hoje quando me deslocava para o rio munim, mas precisamente no povoado Cocal muncipio de Chapadinha, e quando parei em um dos povoados ao longo do trajeto, e em uma conversa com alguns moradores fui informado por alguns pais que seus filhos ficaram sem poder ir a escola por dois dias, perguntei qual seria o motivo e me disseram que o onibus não tinha vindo busca-los naquela localidade.
Fiqui curioso em saber o que aconteceu, pois Chapadinha recentemente recebeu um onibus escolar novinho. Diante disso tentei saber mais informaçãoes, e descobri que tratava-se de alunos  da Escola Raimundo Gomes situado as margens da BR 222 no bairro Aldeia, onde alunos da zona rural de Chapadinha estudam e tem o onibus do municipio como condução do interior para Chapadinha, dai então procurei saber qual o motivo do onibus não ter se deslocado, dai veio o meu espanto, caros leitores segundo informes o motivo seria a falta de combustivel para o citado veiculo.
Faço a seguinte pergunta? Cade a verba que o FUNDEB manda todo os meses para a educação de nossa cidade? Em que esse dinheiro está sendo empregado? E qual será a desculpa dessa vez para essa situação?
Dinheiro para o custeio da educação de Chapadinha ei sei que vem, pra onde e como está sendo usado eu não tenho a menor ideia, mas ficaria muito feliz em ter uma explicação para o que está acontecendo, coloco esse blog a disposição para quem de direito explicar à aqueles pais o motivo de seus filhos não terem assistido por dois dias nesta semana. Depois não me falem que estou fazendo oposição a alguma coisa.  

quinta-feira, 24 de março de 2011

A "Droga" Corrupção

Olha só diante de tanta roubalheira que a querida Chapada das mulatas tem sofrido ao longo dos seus quases 73 anos, fico indgnado com a corrupção que assola o nossa municipio, e tenho usado esse blog para mostrar que não sou conivente diante do que acontece, mesmo diante de ameaças, feitas por telefone e email, mas garanto que ao meu ponto de vista eu serei sempre fiel. E uso a internet para buscar subcidios, e informar os meus leitores.
Nos últimos tempos, as notícias sobre corrupção têm aumentado muito no Brasil. Há até quem afirme não ser mais a honestidade uma característica da maioria das pessoas, mas uma exceção praticada por alguns.
O Brasil está em 45º lugar no ranking da corrupção, numa pesquisa feita em 99 países, ao lado do Malawi, Zimbabue e Marrocos, segundo relatório divulgado pela Transparência Internacional. A nota de classificação não permite “passar no exame”, explicou Fernando Antunes, membro do comitê da Transparência Brasil.
No alto do ranking, como “países menos corruptos”, estão Dinamarca, Finlândia, Nova Zelândia e Suécia. No último lugar ficou a República dos Camarões. Entre os latino-americanos, o melhor colocado é o Chile (19º), seguido de Costa Rica (32º).

CRUEL
A corrupção é tão ou até mais cruel que a inflação, pois a roubalheira de dinheiro público atrasa e empobrece os países.
Quando lançou sua cruzada mundial contra a corrupção, o presidente do Banco Mundial, James D. Wolfensohn, comparou a roubalheira pública a um incêndio florestal: “A corrupção muitas vezes não pode ser contida. Mas, sem lhe dar combate, seu poder de destruição não tem limites”.
Em Kuala Lumpur, capital da Malásia, por exemplo, funcionários desonestos embolsam 8 de cada 10 dólares destinados a certos programas de alívio da fome e da mortalidade infantil.
Nas Filipinas, onde o presidente Joseph Estrada foi destituído do cargo por desonestidade, o Banco de Desenvolvimento da Ásia (ADB) calcula que um terço dos recursos era desviado pelos corruptos.

CONSEQÜÊNCIAS
O economista Marcos F. Gonçalves da Silva afirma: “O que o corrupto rouba é medido em milhões. O custo da corrupção é de bilhões. O que custa é o número de crianças que morreram devido ao fato de que a verba do leite foi extraviada.
O que custa é o que você deixou de crescer devido ao fato de que recursos econômicos deixaram de ser investidos em atividades produtivas. Literalmente, corrupção mata. Nosso código penal, no que diz respeito a crimes contra o patrimônio público, precisa se tornar muito mais rigoroso. É um crime muito grave”.
O efeito econômico da corrupção é devastador. Uma pesquisa feita por Cheryl Gray, diretora do setor de redução de pobreza do Banco Mundial, e Daniel Kaufmann, especializado no fenômeno da roubalheira de dinheiro público, apontou algumas conseqüências da corrupção:
• Há um aumento na incerteza dos agentes econômicos. Isso provoca redução nos investimentos internos e externos.
• Surgem distorções no estabelecimento de prioridades. A corrupção está quase sempre por trás dos gastos militares de alta tecnologia feitos por nações miseráveis da Ásia e da África, dinheiro que poderia estar sendo aplicado na construção de hospitais.
• As menores empresas sofrem mais. A corrupção tende a favorecer os cartéis e as grandes corporações, que podem pagar propina a legisladores e funcionários corruptos para defender seus interesses.
• Em países em que a corrupção é mais grave, pessoas pobres chegam a gastar a maior parcela de seu orçamento familiar pagando gratificações para conseguir um atendimento qualquer, especialmente da polícia e de serviços de saúde.
• Entre 1989 e 1998, os países que apresentaram maior queda no PIB, ou seja, nos quais a economia encolheu, foram justamente os campeões mundiais da corrupção.

CÍRCULO VICIOSO
Percebe-se que a corrupção é um círculo vicioso, que penaliza os mais pobres, que ficam sem educação, transporte e saúde de qualidade.
A corrupção é um dos mais perversos impostos já concebidos. A inflação galopante tirava dinheiro dos pobres e o concentrava nas mãos dos ricos. A corrupção tem um resultado muito semelhante. Ela desvia parte do dinheiro destinado aos mais desvalidos habitantes de um país. A riqueza fica com os gatos gordos, os funcionários e intermediários desonestos.
Geralmente, o corrupto é uma pessoa bem quista, alguém que circula com desenvoltura nas colunas sociais, políticas e empresariais. Alguém que patrocina festas filantrópicas e campanhas políticas, que recebe títulos de cidadão honorário concedido pelas câmaras de vereadores. Enfim, alguém acima de qualquer suspeita, até porque não deixa rastros. O suspeito de corrupção é sempre íntimo do poder, às vezes até o integra.

POLÍTICOS
Quando se trata sobre este assunto, a gritaria é geral. Todo mundo se queixa dos políticos corruptos e passa até a maldizer a política que, para muitos, se tornou sinônimo de corrupção. Mas, então, se todos os detestam, por que parece impossível acabar com eles?
Uma coisa é certa: Nenhum deles ganhou na loteria seu cargo de prefeito, vereador, deputado ou governador. Não se sabe também de ninguém que esteja nessas funções e que tenha ali caído de pára-quedas. Estão ali porque foram eleitos. Noutras palavras, a culpa de termos corruptos no executivo ou no legislativo é também dos eleitores. Os eleitores que os amaldiçoam, são os mesmos que os elegeram, ou pior ainda, os reelegeram.

Serviço Florestal Brasileiro poderá se tornar uma autarquia

Diante das atrocidades que estão acontecendo em nossa região resolvi publicar esta matéria, para ver se os governates de nossa região fazem algo por nossas floresta e matas.
O secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, confirmou hoje (23) que está em estudo no governo transformar o Serviço Florestal Brasileiro em uma autarquia. Hoje ele está subordinado ao Ministério do Meio Ambiente. Segundo Gaetani, ainda faltam medidas institucionais e legais para que o processo seja concluído.
“Ele [Serviço Florestal Brasileiro] possuiu já algum grau de autonomia, mas o processo ainda não foi concluído. Ainda depende de medidas institucionais, medidas legais, e nós estamos trabalhando nessa direção. Temos a convicção de que o manejo integrado, a exploração da economia florestal em bases sustentáveis, é chave para assegurarmos projetos de médio e longo prazo de desenvolvimento sócioambiental”, afirmou o secretário.
Perguntado se alguns tipos de unidades de conservação poderiam sair da gestão do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), ele disse que isso não deverá ocorrer.
“O que estamos desenvolvendo são várias modalidades [de uso] para que essas unidades de conservação sejam gerenciadas de modo que elas possam compatibilizar, por exemplo, populações carentes com o manejo integrado das unidades florestais, uso para ecoturismo, uso do ponto de vista de preservação absoluta, mas isso é um processo liderado pelo instituto”.
Há possibilidade de que a gestão das Florestas Nacionais (Flonas), Reservas Extrativistas (Resex) e Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) sejam transferidas para o Serviço Florestal Brasileiro quando ele se tornar uma autarquia. Atualmente, todas as unidades de conservação estão sob a responsabilidade do ICMBio.

Fichas sujas eleitos em 2010 poderão tomar posse, decide STF

O sonho de muitos politicos sujos e corruptos, A Lei da Ficha Limpa só poderá ser aplicada a partir das eleições municipais de 2012. Além disso, todos os políticos barrados pela norma, que obtiveram votos suficientes para ser eleitos em 2010, poderão tomar posse. Essas são as consequências do julgamento de hoje (23), no Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a validade da Lei da Ficha Limpa. Com um placar de 6 votos a 5, a Corte proibiu a aplicação da regra já nas eleições de 2010.
O ministro Luiz Fux, responsável por desempatar a questão, votou com o relator Gilmar Mendes defendendo o princípio da anualidade. A regra está presente no Artigo 16 da Constituição Federal e determina que lei que alterar o processo eleitoral só pode produzir efeitos um ano após entrar em vigor. Tiveram a mesma opinião os ministros Antonio Dias Toffoli, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e o presidente da Corte, Cezar Peluso.
Os votos contrários, que defenderam a aplicação imediata da lei, foram dos ministros Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa, Carlos Ayres Britto e Ellen Gracie. Com exceção de Fux, empossado no dia 3 de março, o placar foi idêntico ao dos dois julgamentos realizados no ano passado sobre os registros de Joaquim Roriz e Jader Barbalho. Os ministros repetiram, inclusive, vários dos argumentos usados anteriormente.
Os políticos liberados com a decisão de hoje ainda não poderão tomar posse. Eles ainda precisam de decisões do STF sobre seus respectivos casos para que isso ocorra. A partir de agora, os ministros do Supremo poderão decidir individualmente, seguindo o entendimento firmado hoje no plenário, sobre os cerca de 30 recursos que aguardavam definição da Corte. A medida também poderá ser tomada pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde ainda tramitam cerca de 20 processos relativos à Lei da Ficha Limpa.
Apesar de definir o quadro das eleições de 2010, o julgamento de hoje não dá a palavra final sobre os rumos da Lei da Ficha Limpa nas próximas eleições. Caso provocado, o STF poderá se posicionar sobre a constitucionalidade de cada um dos pontos de inelegibilidade criados pela norma.
Para alguns politicos de Chapadinha é a última vez, agora é só ficar relembrando a época da robalheira e colocar as barbas de molho, por que o nosso Brasil caminha para uma moralização em sua politica, a passos lentos é claro, mas para toda grande caminhada só começa depois do primeiro passo.

Vem ai mais uma manifestação

29 DE MARÇO, DIA OFICIAL DO LUTO - MORALIDADE JÁ! Esse é o slogan do movimento que surge em Chapadinha nas proximidades de seu 73° aniversário.
Os motivos da ação inusitada dos Chapadinhenses que não aguentam mais o estado de calamidade que estamos vivendo, está expresso no texto abaixo.
Dia 29 de março nossa cidade comemora seu aniversário. Quais são os motivos para se comemorar? Vejamos alguns:
1. Saúde não funciona. Os hospitais encontram-se sucateados, basta entrar no HAPA e HCC. Falta soro, falta alimentação, faltam medicamentos, ambulâncias em péssimo estado de conservação, Faltam médicos, falta, falta, falta...
2. A educação também não funciona. Escolas em péssimas condições, não há água em algumas. No interior o professor tem que levar água de casa, e a água da chuva é utilizada para a limpeza. Em barroca da Vaca, a tesoura está caindo. (pasmem, foi inaugurada ano passado)
3. A coleta de lixo é uma vergonha.
4. A cidade está às escuras por falta de lâmpadas.
5. O asfalto recém aplicado parece mais sonrisal, basta trafegar do posto vemasa em direção ao centro.
Vejam, Não há motivos para comemorarmos.
Poderíamos encher dezenas de folhas com o descaso de nossos governantes.
Se você NÃO está SATISFEITO com a FORMA que estão ADMINISTRANDO sua cidade, neste dia vá para o trabalho, escola, passear, ao banco com uma camisa preta. Se você não tem camiseta preta, coloque uma fita preta no braço, no punho. Mostre sua indignação.
Lembre-se, você é parte desta sociedade, e se você precisar ser atendido em caso de emergência é para estes hospitais que você irá.
SOCIEDADE UNIDA, SOCIEDADE QUE LUTA.
29 DE MARÇO, DIA OFICIAL DO LUTO
MORALIDADE JÁ
 
Por: Blog Interligado

Trânsito de Chapadinha: Só Faltam os Elefantes

Se prestarmos atenção nas cenas locais mais cotidianas do trânsito de veículos, bicicletas e pedestres de tão desorganizado, chaga-se à conclusão que só faltam mesmo os elefantes comuns nas ruas da Índia para completar a bagunça generalizada.
Aquisição de novos veículos, aumento da frota e a melhoria de algumas vias trazem, na mesma proporção, o acréscimo de acidentes com vítimas graves ou fatais.
Muito se tem debatido sobre o que vem gerando essa escalada de violência no trânsito de Chapadinha. Não sou especialista, mas desconfio que tamanha brutalidade inicia com leves abusos de motoristas e pequenas omissões das autoridades. Coisas como estacionamento caótico, desrespeito à faixa de pedestres e o "ingênuo" detalhe de não haver fiscalização quanto à habilitação dos condutores, abrem o caminho para todo o resto.
O caos de motos e carros estacionados a esmo, sem que ninguém discipline nada, passa a noção de tudo pode e nada é proibido.
Nem precisa ser “expert” pra deduzir que a CNH é o documento que atesta que o sujeito tem ou não condições de dirigir algum veículo automotor. Se ninguém confere a carteira, ninguém se habilita. Planta-se ai a semente da imperícia, negligência e imprudência e – adiante – colhe-se nas ruas uma safra cada vez mais pródiga em desastres, traumas e mortes.
A questão do trânsito é um dos raros fatores que não rendem votos e nem escandalizam ninguém. Basta um aperto das autoridades policiais para que politiqueiros de plantão entrem em cena para afrouxar geral e a sociedade voltar a ter a sensação de que é livre para se autodestruir.
Sintoma disso é um ensaio de projeto que pretende abolir o uso de capacete em Chapadinha sob o argumento de que o singelo protetor de crânio esteja sendo usado como máscara de assaltantes. Ora, legislar sobre matéria de trânsito é de competência exclusiva da União, só o congresso nacional pode alterar alguma coisa. Se nem os Estado podem mexer nisso, essa pretensão só terá acolhida nos anais do anedotário político Municipal.
Ao invés de se pensar em abolir itens de segurança, que tal promovermos um grande debate na Câmara Municipal? As vidas poupadas por um trânsito mais harmônico agradeceriam.
Por:Alexandre Pinheiro

quarta-feira, 23 de março de 2011

Vem ai Retro Fest

O blog Sala Vipp realiza no Espaço BCC, a Retro fest no dia 27 de maio de 2011, que terá como atrações DJ Gilgerto tocando as músicas que fizeram sucessos nas decadas de 80 e 90, bem como as inesqueciveis das boates de todos os tempos.
Decoração tématica no local, iluminação Hitec, laser, Fluor e todas as tendências das principais boates do Brasil, bem como telão e uma galera jovem e descolada.
A principal atração, Banda Bugiganga de Parnaiba - Piaui que é uma das grandes bandas de Pop Rock do nordeste do Brasil, Bugiganga tem em seu repertório musicas de bandas como Red Hot, Nirvana, Sepultura, Iron Madem, Guns dentre outros e claro os sons das bandas de rock brasileira, essa banda tem feitos vários shows pelo nordeste e agora é a vez de Chapadinha, essa banda fez a abertura do show do Biquini Cavadão em Parnaiba na virada do ano.
Essa festa tem como objetivo a fuga da rotina, pois na nossa cidade predomina sempre shows de forró e musica brega, e a Retro Fest é uma proposta diferente para a juventude de Chapadinha, Então é montar a sua galera, e curtir mas uma grande festa em Chapadinha.

São Luís tem a 7ª pior transparência orçamentária do Brasil

Por: Imirante.com
A cidade de São Luís é 21ª capital no ranking da transparência orçamentária no Brasil. A avaliação é resultado de um estudo feito pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) lançando nesta terça-feira (22). Atrás da capital maranhense, apenas Salvador (BA), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Boa Vista (RR), Macapá (AP) e Teresina (PI). Estas duas últimas não pontuaram. Macapá não tem site, e Teresina não tinha os dados disponíveis no site.
De acordo com a pesquisa do Inesc, a transparência orçamentária de São Luís, disponibilizada no site da Prefeitura de São Luís, é considerada "ruim", pois somou apenas 22 pontos e teve um índice de 37,9 de atendimento às variáveis consideradas pelo estudo. Essa avaliação levou em consideração duas abordagens: pesquisa de conteúdo (58 variáveis) e percepção sobre a transparência (questionários aplicados com diferentes profissionais). A pesquisa de conteúdo foi realizada entre os dias 1º de dezembro de 2010 e 18 de fevereiro de 2011. Já os questionários foram aplicados entre 1º de dezembro de 2010 e 3 de fevereiro de 2011. Noventa pessoas responderam ao questionário em todo o país.
As capitais que tiveram o índice de transparência mais alto foram Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). De acordo com o estudo, a primeira somou 44 pontos e tem um índice de 75,9%; já a segunda capital somou 43,5 pontos e tem índice de 75% de transparência. Brasília (DF) ficou em terceiro lugar, com 62,9% de transparência, somando 36,5 pontos.
Para chegar a esses índices, as 58 variáveis tiveram as seguintes dimensões: elaboração do orçamento (2); acesso à legislação orçamentária (4); conteúdo da legislação orçamentária (17); execução orçamentária (28); execução orçamentária do Legislativo (5); e avaliação (2). As dez variáveis mais disponibilizadas, na ordem do quadro, estão relacionadas aos seguintes temas: Lei do Plano Plurianual (PPA); Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO); Lei Orçamentária Anual (LOA); despesas do PPA dispostas por programas; acesso aos objetivos dos programas no PPA; receita disposta por natureza (categoria econômica e por origem) na LOA; despesa detalhada por órgão/UO na LOA; despesa disposta por classificação econômica e por natureza; despesa detalhada por função na LOA; valor total da execução orçamentária do objeto da despesa (elemento).
No outro extremo, diz o estudo, as variáveis menos disponibilizadas foram aquelas relacionadas à execução – por exemplo, o destino dos pagamentos realizados – e à apuração de indicadores e metas físicas, condição indispensável para a organização do orçamento por desempenho.
Trânsparência ainda é falha
Levando em considerção a avaliação de todas as capitais, o Inesc mostra que a transparência orçamentária é "medíocre" em 12 capitais. Oito capitais têm a transparência "razoável"; quatro, "ruim"; e três capitais têm uma "péssima" transparência. O conceito de "péssima", "ruim", "medíocre", "razoável" e "muito boa" foi definido de acordo com a faixa de pontução da avaliação. Vale ressaltar que nenhuma capital brasileira chegou perto da pontuação máxima e, portanto, não chegou a uma transparência "muito boa".
A soma das avaliações nas categorias "péssima", "ruim" e "medíocre", segundo o estudo, respresentou 70,4% dos resultados. Para o Inesc, essa soma revela que a qualidade da transparência no Brasil não é positiva. Isso deixa claro que muito ainda precisa ser melhorado. Para os que responderam o questionário, por exemplo, 82,2% dizem que a transparência, pelo contrário, é "nada transparente" ou "nem opaco e nem transparente", o que revela a dificuldade de acesso aos dados orçamentários das capitais.
O Inesc alerta, no entanto, que o imporante do estudo não é o ranking, mas como as capitais brasileiras estão longe da "excelência no que se refere à transparência do ciclo orçamentário". Mas o estudo aponta, por exemplo, que as dificuldades estão em vários níveis, como a dificuldade de algumas cidades colocarem em prática a estrutura com qualidade por motivos financeiros, a falta de fiscalização eficaz da disponibilização dos dados, a falta de padronização dos sistemas, entre vários outros motivos.

Senado fará audiência pública para discutir direitos de transmissão do Brasileiro

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, foi convocado para participar da sessão, juntamente com o presidente do Clube dos 13 e com os representantes das emissoras de TV envolvidas.
Depois de toda a polêmica envolvendo o Clube dos 13, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e as grandes emissoras do país, a discussão a respeito do futebol nacional será debatida no Congresso. Nesta terça-feira, o Senado aprovou a realização de uma audiência pública para debater a negociação dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro na TV e em outras mídias.
A responsável pela convocação dessa audiência é a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), autora do requerimento que convidou Ricardo Texeira, presidente da CBF, Fábio Koff, presidente do Clube dos 13 e os representantes dos canais de TV envolvidos a participarem do debate sobre os direitos de transmissão do Brasileiro.
De acordo com a congressista, a audiência se faz necessária por conta das perdas que a negociação independente dos direitos de transmissão do futebol nacional podem causar a alguns clubes. Times regionais acabariam prejudicados nas negociações quando comparados aos grandes cariocas e paulistas e contariam com poucos recursos advindos das emissoras de TV.
A audiência pública, que será realizada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, ainda não tem data marcada.

Combate às drogas deve se basear em repressão, tratamento e reinserção social, defende Cardozo

Renata Giraldi

Repórter da Agência Brasil
Nos próximos dias, o Ministério da Justiça divulgará uma pesquisa sobre o uso de drogas no país, com o foco no crack. Preocupado com os dados preliminares que indicam o agravamento da situação, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou hoje (22) que será intensificada a segurança nas regiões fronteiriças. Também será ampliada a política pública baseada nos pilares da “repressão, tratamento clínico e reinserção social”, disse Cardozo.
Para o ministro, é fundamental acabar com a sensação de impunidade que ainda prevalece no país. Cardozo afirmou que essa mudança de postura está diretamente vinculada a uma ação conjunta entre a União e os estados. Ele disse manter conversas regulares com vários governadores, inclusive o de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), que é de um partido que faz oposição ao governo federal.
“Independentemente de termos um partido diferente do [partido] do governador [Teotonio, de Alagoas], a orientação da presidenta Dilma Rousseff é trabalhar em conjunto”, afirmou Cardozo, em entrevista a 11 rádios regionais no programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a EBC Serviços.
“Temos de acabar com essa sensação de impunidade”, disse Cardozo. Em seguida, depois do programa, o ministro acrescentou que é preciso vencer a ideia de que o combate às drogas se baseia em apenas um aspecto. Ele acrescentou ainda que é necessário superar a ideia de que haja uma antítese nas políticas de repressão, prevenção e tratamento. “Tudo isso é uma política global”, disse.
“A política de enfrentamento do crack passa por todos esses aspectos, a política de asfixiamento das organizações criminosas, o controle de fronteiras e a integração com os estados, ao mesmo tempo em que capacitamos profissionais e [fazemos] campanhas de esclarecimentos”, acrescentou.
Para Cardozo, muitas pessoas ainda acreditam que o dependente químico é aquele que não tem condições de viver em sociedade. “Às vezes, existe a visão de que não há mais o que fazer com o drogado. Mas nós temos condições de tratar esta pessoa, que deve ser tratada sob o ponto de vista clínico e social, para ser reinserida na sociedade”, disse ele.

Imposto sobre cervejas e refrigerantes será reajustado ao menos uma vez por ano

A correção dos impostos sobre as chamadas bebidas frias - cerveja, refrigerante e água mineral - ocorrerá pelo menos uma vez por ano, disse hoje (22) o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto. As revisões, afirmou, seguirão o novo modelo de tributação para o setor, em vigor desde o fim de 2008, mas que ainda não havia sido efetivamente implementado.
De acordo com o secretário, só não tinha havido aumentos até agora porque o governo decidiu segurar os impostos durante a crise econômica de 2008/2009. “Em função da crise, a tabela de referência não foi revista. Agora, vamos pôr em prática o modelo de tributação negociado com o setor”, justificou.
Segundo Barreto, o reajuste dos preços de referência que servem de base para a cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), PIS e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) depende de um decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff e pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega . Ele desmentiu a informação dada por representantes do setor na semana passada de que o aumento ocorreria em 60 dias.
“A Receita concluiu todos os estudos. A revisão da tabela [de referência] só depende da edição do decreto e pode ocorrer a qualquer momento”. O prazo de 60 dias, explicou o secretário, refere-se à criação de um grupo de estudos que avaliará o impacto do atual modelo de tributação sobre os canais de distribuição de bebidas.
Até 2008, as cervejas, águas minerais e refrigerantes eram tributados com base em um valor fixo por unidade produzida, e não como percentual do preço, e os impostos eram reajustados uma vez a cada quatro anos.
Em dezembro de 2008, o governo mudou a tributação para uma alíquota percentual cobrada não sobre os preços finais (que aparecem nas prateleiras), mas sobre uma tabela de preços de referência elaborada pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Se a pesquisa da fundação constatar aumento nos preços de referência, a base de cálculo aumenta e esses produtos pagam mais impostos, mesmo sem mudanças na alíquota percentual.
De acordo com Barreto, o modelo acertado na época com as indústrias de bebidas previa correção periódica dessa tabela de referência, que foi descartada pelo governo nos últimos dois anos para estimular a produção e o emprego em meio à crise econômica. Apenas em janeiro de 2009, houve o primeiro ajuste.
O secretário da Receita estimou entre 10% e 15% o aumento dos preços de referência. Ele, no entanto, disse que não necessariamente haverá repasse total dos impostos maiores para os preços finais. “Quem repassar tudo pode sofrer retração de mercado. Isso é concorrência”, avaliou.

terça-feira, 22 de março de 2011

O Uso do Capacete

De acordo com uma pesquisa realizada em cinco países da Europa (França, Alemanha, Holanda, Espanha e Itália), com uma amostra de 1.844 entrevistados, no ano de 2008, o uso do capacete em casos de acidentes envolvendo motocicletas preveniu ou reduziu as lesões na área da cabeça em até 68,7%. Se aplicássemos este resultado no Brasil (sem levar em conta as especificidades de cada país), onde, segundo dados divulgados pelo IBT, Instituto Brasileiro de Trânsito, ocorrem cerca de 1.440 acidentes com veículos de duas rodas por dia, em um ano 365 mil motociclistas e seus acompanhantes seriam salvos ou teriam os danos amenizados apenas com a utilização deste item de proteção que, diga-se de passagem, é obrigatório. Isto porque, apesar de muitos não fazerem ideia da gravidade, uma simples queda de moto a 36 km/h equivale a cair do segundo andar de um prédio. Enquanto que a uma velocidade de 60 km/h, o condutor pode arrastar-se pelo asfalto por 20 ou 30 metros.
Para ser eficiente, no entanto, o uso do capacete deve obedecer a algumas regras básicas: a começar pela obrigatoriedade de possuir a logomarca do Inmetro, entidade que atesta a qualidade do produto, colada no casco ou costurada em sua parte têxtil e dispositivo refletivo de segurança nas laterais e parte traseira de no mínimo 18 centímetros quadrados. Além disso, é aconselhável que o motociclista verifique se a peça está confortável, utilizando-a por, pelo menos, cinco minutos antes de comprá-la, com o fecho de segurança fechado. O capacete deve ficar bastante justo, mas não desconfortável. Uma dica para verificar o tamanho ideal da peça, segundo a EBF Capacetes, é medir com uma fita métrica o diâmetro da sua cabeça e escolher o número do modelo conforme o resultado.
Outro cuidado indispensável diz respeito à viseira, peça que irá protegê-lo de pedras, poeira, chuvas e demais objetos. Veja se abre com facilidade, se veda a entrada de chuva e de vento e, muito importante, se não embaça com o choque entre o ar frio e o ar quente. Existem no mercado produtos para aplicar na viseira que ajudam a amenizar este problema. Lembrando: a legislação brasileira não permite que motociclistas utilizem películas escuras à noite. No caso de capacetes que não possuam viseira, torna-se obrigatório a utilização de óculos de proteção, ainda que simultaneamente aos óculos de correção. Aliás, se você utiliza óculos, sempre experimente o capacete com eles. O capacete deve permitir que o campo de visão atinja os 100%, senão, aumenta-se, e muito, o risco de acidentes. Por fim, lembre-se, ser pego sem capacete acarreta multa de R$191,54, 7 pontos na carteira e suspensão do direito de dirigir.
Diante disso não entendo como o Vereador Emerson Aguiar posso apresentar um projeto de lei que proiba o uso de capacete em nossa cidade, conforme li no blog interligado, uma parte do povo de nossa cidade já pilota moto sem capacete, ainda mais com um incentivo desses. Espero sinceramente que o nobre parlamentar volte atrás com esse seu projeto, pois não tem cabimento isso.